Resultado de imagem para novidades

Desculpem pela ausência, tive um ano meio difícil. Mas, estou aqui pela graça do Senhor. Vá clicando nas colunas e descobrindo as novidades que teremos a partir de hoje. Que nesse ano seu ministério seja abençoado e que muitos pequeninos sejam alcançados.

Tem história nova com visuais, tudo lindo - só clicar em  Histórias com visuais para baixar  

Se usar algum material deste site - mande fotos dos seus pequeninos para pequeninospracristo@hotmail.com

Vamos montar um álbum de vitórias!

Site atualizado em janeiro/2017

DOM OU TALENTO?

Resultado de imagem para pessoa com dúvida

Quando alguma pessoa apresenta uma desenvoltura perfeita ao desempenhar determinada atividade, dizem que ela tem um dom ou talento para aquilo. Apesar de serem empregadas de formas semelhantes, o significado da palavra dom é diferente da definição de talento e, portanto, representam características distintas.

Dom vem do latim donus, que significa dádiva, presente. Nessa perspectiva, trata-se de uma capacidade inata para desempenhar com destreza e maestria determinada tarefa, até mesmo em aspectos que elas parecem mais complexas para a maioria das pessoas. Como exemplo, podemos citar uma criança que mostra desde cedo uma afinidade muito grande para tocar determinado instrumento.

Quando falamos em facilidade em executar ou aprender determinada atividade, vale lembrarmos que o significado da palavra dom não tem como sinônimo a genialidade, já que essa condição ocorre somente com alguns indivíduos e devido a questões cerebrais que ainda estão sendo desvendadas pela ciência. Já o dom pode ser encontrado em qualquer pessoa.

Apesar de ser muito parecido com o dom em definição, o talento se distingue por ser justamente uma habilidade que pode ser desenvolvida ou aperfeiçoada. Trata-se de um gosto especial, uma aptidão, uma predisposição espontânea a algo, que atinge sua plenitude por meio de muito treino, disciplina e perseverança. Nesse sentido, ser muito bom em determinada atividade somente depende de você. Já diz o ditado que “todo talento é 1% inspiração e 99% transpiração”.

O exemplo mais claro disso são os atletas. Para que ele seja considerado realmente bom no que faz e um campeão em sua área, precisa muito mais do que apenas gostar de praticar um determinado esporte. Além da paixão pelo que faz, é necessário que seja totalmente comprometido, disciplinado com suas atividades e horários e, principalmente, que esteja em constante treinamento.

Você sabe qual é o seu dom e talento?

Apesar do significado da palavra dom estar diretamente relacionado a alguma característica com a qual já nascemos, ele somente poderá tornar-se visível se a praticarmos. Não adianta nada nascer com algo especial se não formos devidamente lapidados.

No caso do talento, a necessidade de desenvolver aquilo que você faz com paixão é ainda mais evidente. Não adianta somente saber qual a atividade que o deixa satisfeito se você não se esforça para aperfeiçoar seu conhecimento e executá-la bem. Nesse caso, seus sentimentos, pensamentos e comportamentos devem ser devidamente bem conduzidos para serem utilizados de forma produtiva.

O autoconhecimento é fundamental para descobrir qual o seu dom e talento, os quais permitirão identificar a carreira que deseja trilhar e seus objetivos. Dessa forma, você se sentirá mais confiante, realizará todas as tarefas com maestria e superará todos os desafios.

Todos nós crescemos com características próprias e específicas, sejam hereditárias ou acumuladas e aprendidas ao longo do tempo. E é exatamente a junção dessas aptidões que formam a nossa personalidade e nos abrem caminhos para compreendermos nossa própria vocação, aquilo que podemos fazer com qualidade e que nos traz resultados extraordinários, seja no contexto pessoal ou mesmo profissional.

Neste sentido, compartilho com você um trecho muito interessante da Bíblia que pode exemplificar bem o que estamos falando. Trata-se da Parábola dos Talentos (Mateus 25, 14 – 30).

“Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens. E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe. E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.

Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.

Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.

E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles. Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinto talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles. E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei, entra no gozo do teu senhor. E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos. Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste; E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe, pois, o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado”.

Todos temos dons e talentos. Acredite em você!

 

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/diferenca-entre-dom-e-talento/#

 

E o seu chamado, qual é?

Ano novo é momento de reflexão, mas se não mudarmos será somente uma virada no calendário. Muitos servos de Deus ainda têm dúvida em relação ao chamado de Deus. Como reconhecer que Deus me chamou para uma área específica? Estarei trazendo para a nossa reflexão algumas matérias sobre o assunto. Esta é a primeira delas.

Resultado de imagem para eu tenho chamado

As dicas abaixo foram extraídas de uma pregação do Pr. Lucinho. Alterei o texto. O original você encontra em

https://caminharpelafe.wordpress.com/2013/04/19/como-saber-o-chamado-de-deus-para-minha-vida/

 

Antes de você ler as dicas abaixo quero dar uma dica também: Não desista! Estude! Se você ama fazer algo; e, ainda ninguém descobriu, ou até o pior: talvez você tenha pedido uma oportunidade de trabalhar com uma área específica no reino de Deus e isso lhe foi negado. Estude, aprimore-se no que ama fazer. Deus vai te capacitar! Não descobri o meu chamado com uma voz sobrenatural, eu percebi que gostava e fui estudar, fiz vários cursos, um deles que durou um ano inteiro. Então, é preciso dedicar o seu tempo, seus recursos. E, depois de alguns cursos Deus me falou por vários meios, Ele confirmou o meu chamado.

.

  • 1ª dica: Buscar a Deus

“E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. / Então, jejuando e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram.” (Atos 13:2-3)

O texto diz que os apóstolos estavam buscando ao Senhor, orando e jejuando.
Quando perguntamos para o Espírito Santo qual o nosso chamado, perguntamos para Ele o rumo que devemos tomar, e isso é muito especial. Você busca a Deus para saber com quem você deve casar, busca a Deus para saber que curso deve fazer… Deus nos responde não é? E vai responder muito mais se você buscar a Deus para saber qual a obra específica que Ele quer que você realize. Porque trazer a obra de Deus para a terra, levar o nome de Jesus para as pessoas é muito vago. É muito vago dizer: “Eu nasci para levar a Glória do Senhor à todos os lugares”. Amém!!! Mas de que forma? É trabalhando com criança, em um programa de TV, escrevendo um livro, pregando num culto, fazendo um esporte para atrair as pessoas a Deus? Se você leva isso a sério comece a buscar e jejuar, assim como os apóstolos, que no meio da busca incessante, o Espírito Santo respondeu.

 

  • 2ª dica: Procure saber quais são os seu melhores dons.

Geralmente sua missão está ligada aos seus dons. Aquilo que Deus já plantou dentro de você, aponta para um chamado que Deus tem para você. Por exemplo, você não tem nada a ver com criança, você não suporta trabalhar com criança, ai você vai trabalhar com elas? Você pode até se envolver uma vez ou outra, mas você não vai fazer disso o seu chamado/ministério.
O pastor Lucinho, por exemplo, gosta de trabalhar com jovens. Isso está dentro dele, ele não tem que levantar de manhã cedo e dizer: “Ai que canseira deixa eu levantar que ainda tenho que atender um adolescente”. Não, trabalhar com jovens está dentro dele.

Quais são os seus dons?

– Você tem o dom de servir? Provavelmente irá trabalhar na área social;
– Você tem o dom de cantar? Se envolva no louvor;
– Você tem o dom de falar? Se envolva na escola bíblica, nas pregações;
– Você tem o dom de escrever? Escreva para a Glória de Deus;

FIQUE ATENTO AOS SEUS DONS!

 

  • 3ª dica: Olhe as suas indignações

Geralmente os nossos chamados estão ligados às nossas indignações também! Por exemplo, o que te deixa indignado?

– Jovens e adolescentes sem Deus: Você fica louco de tristeza quando você vê um Rock in Rio, aquela quantidade de jovens se perdendo, bebendo, se drogando, se prostituindo. Te entristece? Ou seja, se sua indignação é essa, o seu chamado é esse;
– Crianças e mendigos jogados nas ruas: Você se sente quebrado quando os vê neste estado? Seu chamado está ligado à área social;
– Ignorância, ver pessoas que não sabem nada da palavra de Deus: Se sua tristeza é essa, então você vai dar aula na escola bíblica, como um professor de seminário.

QUAL A SUA GRANDE INDIGNAÇÃO?

Bem-vindos ao Pequeninos pra Cristo

Minha missão é auxiliar pessoas, que assim como eu, almejam à salvação dos pequeninos; e que, acreditam que crianças precisam de Cristo. 

"Assim, também, não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca"

Mateus 18.14

Silmara - Professora Evangelista de Crianças (formada pela APEC)

Pra quem ama livros, literatura e precisa tirar dúvidas sobre Língua Portuguesa; tenho um site sobre isso. Continuaremos a nos encontrar aqui, mas conheçam lá também e ajudem a divulgar. Obrigada.

 

É só clicar em livroselingua.webnode.com/