O culto Infantil

03/02/2015 12:36

DESTAQUE DA SEMANA

O culto Infantil

Pra que serve o culto infantil?

Será que é por que as crianças, apesar de serem bênçãos, atrapalham o culto dos adultos?

A igreja está cheia e precisa de espaço para os visitantes e os adultos em geral?

Para que as mães possam prestar mais atenção ao culto?

Para distrair as crianças?

 

Nenhuma das questões acima deve ser motivo para haver um culto infantil em uma igreja, se isso tem ocorrido - a motivação está errada.

Por que você vai ao culto? Acredito que ao ler esta pergunta você deverá responder: para adorar ao Senhor; para cultuar ao Senhor; para ouvir uma “boa” palavra, etc. É isso mesmo, então me diga algo: com as crianças seria diferente? Por quê? Claro que não é diferente. A criança deverá ir ao culto para adorar ao Senhor, para prestá-lo culto.

Infelizmente criou-se uma cultura, em algumas igrejas evangélicas, que as crianças precisam ter um espaço separado porque atrapalham o culto dos adultos; contudo, lembramos que não existe culto de crianças, ou culto de adultos; existe: culto ao Senhor.

Culto Infantil não é para diversão da garotada, líder de culto infantil não é animador. Culto Infantil não é para tomar conta de criança, líder de Culto Infantil não é babá. Pode existir um momento de brincadeira no Culto Infantil; mas, isso não é o mais importante.

Outro erro comum é o de achar que “qualquer um” poderá “Ficar com as crianças”, não existe o “ficar com as crianças”, existe sim o conduzir o culto com as crianças. E, quando uso a expressão “qualquer um” não é de forma discriminatória; e sim, tento explicar que para estar conduzindo um culto infantil é necessário ter preparo para isso. É necessário manusear bem a Palavra de Deus, saber conduzir o momento de louvor e adoração, dominar a arte de contar histórias, ter paciência, ser carinhoso e ao mesmo tempo firme; e, acima de tudo AMAR CRIANÇAS, não aceitar o trabalho só porque estão precisando.

Algumas igrejas usam as expressões: cultinho, salinha, aulinha, etc. Mesmo sabendo que o diminuitivo das palavras pode ocorrer por forma carinhosa de falar, não acho interessante usar; pois, parece que está diminuindo o Culto. Prefiro usar a expressão Culto Infantil mesmo.

Quando a intenção é só manter as crianças afastadas e ocupadas, não existe a preocupação com o conteúdo do Culto Infantil, nesses casos até mesmo o DVD da Galinha Pintadinha é usado (nada contra a Galinha Pintadinha; mas, não é apropriada para a hora do Culto).

“É claro que o Culto Infantil não é a mera reprodução do que acontece no templo com os adultos. Se fosse assim, ninguém criaria um culto separado para as crianças. Também não é um “cultinho” onde as crianças brincam de “igrejinha”. Nem é uma segunda Escola Bíblica Dominical, com recursos pedagógicos. Também não é a hora do recreio ou ensaio.” (Peggy Smith Fonseca em Sugestões de Cultos Para Criança – UFMBB).

Então o que é o Culto Infantil? É de fato um culto, uma experiência de louvor e adoração, que faça com que as crianças sintam a presença de Deus; uma palavra adequada ao entendimento infantil (daí a importância da criança ter um culto só pra ela). É importante que o culto seja de verdade pra Deus!

Mas, como poderei elaborar um Culto Infantil?

· Primeiramente vá disposto a adorar e a aprender mais de Deus, não vá com a ideia: “hoje ficarei com as crianças”; entregue tudo nas mãos de Deus, ou seja, fique em oração a todo o momento, antes do Culto, durante o Culto e depois do Culto agradeça ao Senhor;

· Tenha um tema para cada culto e uma divisa também. Divisa é o que chamamos de um versículo próprio;

· Separe músicas próprias para as vozes infantis, você poderá até usar uma música de adultos; mas, não mais que isso; pois, as crianças ainda não estão com a tessitura de voz formada. Os cânticos deverão ser visualizados. No Youtube você encontrará muitos cânticos para crianças, procure CÂNTICOS DA APEC. São muitos vídeos animados e com letras. Segue um link:

· http://www.youtube.com/watch?v=hDWKUE99MNY&list=PL24B6890ADF1CEC71

· Durante o momento de Louvor e Adoração, você poderá dar oportunidade para uma criança cantar (fazer um solo) ou dançar;

· Separe a Lição Bíblica com antecedência; e, se possível, use visuais para contextualizar a Lição. A lição deve durar aproximadamente quinze minutos. O sermão deverá ser bem preparado, não é uma “historinha” e sim, a tradução da Palavra de Deus. Quem prega para crianças é um profeta de Deus naquele momento, é algo muito sério. Pense nisso;

· Após a lição poderá ocorrer uma brincadeira para fixação da mesma. Atenção: a brincadeira não deverá ser à vontade; e, sim algo que tenha a ver com a mensagem;

· Uma escala para o culto infantil poderá existir; contudo, as crianças precisam de uma estabilidade, ou seja, algo contínuo. Os estudiosos no assunto garantem que o ideal é que as mesmas pessoas liderem o Culto Infantil por quatro semanas; mas, se isso não for possível é importante que os líderes do Culto Infantil se comuniquem e interajam entre si.

Silmara Rocha (Professora Evangelista de Crianças – APEC